Projeto Março lilás é lançado e tem como foco principal a Prevenção ao câncer do colo do útero e saúde da mulher

05 mar 2020

O mês de Março marca o início das ações de combate ao câncer de colo de útero, a lei de autoria da vereadora Carla Dickson (PROS – NATAL) e apoiada pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS) que trabalha, durante todo o período, ações de conscientização e prevenção contra a doença em suas unidades de saúde.

Serão oferecidos diversos serviços voltados para a saúde das natalenses, como a realização de exames preventivos (Papanicolau), vacinações diversas inclusive contra o HPV (uma das principais causas da doença), testagens rápidas para sífilis, hepatites e HIV, além de palestras e serviços de saúde, tudo isso com a intenção de reduzir o quantitativo desse tipo de câncer no município.

Programação

Na terça-feira (03/03) a abertura no Distrito Sanitário Norte II, acontece na unidade de saúde de Pedra do Sino. Já na quarta-feira (04/03), no distrito Sul é a vez
O distrito Leste oferece na quinta-feira (05/03) os serviços para as moradoras que comparecerem a unidade de saúde de Aparecida.
Sexta-feira (06/03), a unidade Vista Verde, localizada no distrito Norte I, e a unidade Bairro Nordeste, no distrito Oeste, estarão prontas para receber as moradoras e iniciarem o ciclo de cuidados com a saúde delas. As programações acontecem a partir das 8h30.

Sobre o Câncer do Colo do Útero

Sendo um dos tipos de câncer que mais acomete mulheres no país, o câncer do colo do útero pode não apresentar sintomas na sua fase inicial e se desenvolver lentamente, mas possui cura se detectado precocemente. “Aproveitamos este mês de março para trabalharmos a prevenção do câncer do colo do útero que é um câncer prevenível se a mulher fizer o citopatológico regularmente”, comenta Ana Paula Magalhães, responsável técnica pelo núcleo de saúde da mulher da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), sobre as ações que serão desenvolvidas nas unidades durante o decorrer de março.

Uma das principais causas da doença está relacionada ao Papilomavírus Humano (HPV), contraído através de relações sexuais, mas outros fatores podem contribuir para o aparecimento da doença, como tabagismo, iniciação sexual precoce, multiplicidade de parceiros sexuais, multiparidade e uso prolongado de anticoncepcionais.

Por apresentar sintomas nas suas fases mais avançadas, como sangramentos vaginais intermitentes ou após relações sexuais, secreção vaginal anormal ou dor abdominal associado com queixas urinárias ou intestinais, a melhor forma de detectar a doença é através do Papanicolau. O exame é indolor, simples, rápido e está disponível de forma gratuita nas unidades de saúde do município. “A intenção é que essas mulheres tomem consciência da necessidade de realização periódica do exame, pois é através dele que se pode diagnosticar precocemente o câncer do colo do útero e se for o caso tratar e curá-lo”, comenta Ana Paula, que ressalta a importância de mulheres entre 25 e 64 anos procurarem as unidades de saúde e realizarem o exame pelo menos uma vez ao ano.

Compartilhar

Anna Ruth
Anna Ruth

Anna Ruth Dantas é jornalista, apresentadora do programa RN Acontece, da Band Natal; produz e apresenta o programa Jornal da Cidade, da Rádio Cidade (94 FM - Natal), e apresenta o programa Panorama do RN (em rede com 16 emissoras de rádio do Rio Grande do Norte). Jornalista de grande credibilidade, atua também como consultora e ministra cursos de midia trainning na Trilhar Educação Corporativa.

Deixe uma resposta