“Quando a gente tiver um Estado que custe menos para a sociedade, certamente o Governo terá condições de dar um aumento real”, expõe Rodrigo Maia sobre o salário mínimo

“Quando a gente tiver um Estado que custe menos para a sociedade, certamente o Governo terá condições de dar um aumento real”, expõe Rodrigo Maia sobre o salário mínimo
14 out 2019

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o aumento do salário mínimo de R$ 998 para R$ 1040, em 2020, foi a proposta possível diante da situação das contas públicas no país. Mas ele acredita, que com a aprovação das reformas e a redução do tamanho do Estado, o país poderá voltar a oferecer reajuste real aos trabalhadores. 

“Quando os governos, nos últimos anos, gastaram muito mais do que podiam, geraram uma restrição da capacidade do Governo Federal de ter um aumento real do salário mínimo, mas acho que as políticas que a gente debate hoje no Congresso, quando a gente tiver um Estado que custe menos para a sociedade, certamente o Governo terá condições de dar um aumento real”, disse em entrevista ao jornalista Fernando Rodriguesno Poder em Foco, que vai ao ar no SBTneste domingo (13), logo após o Programa Silvio Santos. 

Rodrigo Maia defendeu a importância de a Câmara votar o projeto que trata das PPPs – Parcerias Público Privadas e de o país avançar nas privatizações. Avaliou, porém, que algumas empresas como Caixa, Banco do Brasil e Petrobras, não podem ser vendidas agora. “Eu acho que a sociedade brasileira não está madura para essas três privatizações”, disse. 

O presidente da Câmara destacou que está alinhado à política econômica do Governo e que tem um bom relacionamento com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Sobre notícias que insinuam o contrário ele é taxativo: “Tem muita fofoca. Muitas vezes há distorção. Não é porque eu faço uma crítica que eu estou com problema com ele. Não é porque, às vezes, ele critica um posicionamento meu que deixou de ser meu amigo, de ter uma relação de confiança”. Maia lembrou episódio recente em que pediu para o Governo enviar a reforma administrativa. “Isso não significa que eu esteja criticando. Eu estou querendo ajudar”, explicou. 

Na entrevista no Poder em Foco, Rodrigo Maia também falou de política. No ano passado, ele foi pré-candidato à Presidência da República e agora já analisa cenários para a corrida ao Planalto em 2022. 

Poder em Foco tem uma hora de duração e é uma parceria editorial do SBT com o jornal digital Poder 360.   

Compartilhar

Anna Ruth

Anna Ruth Dantas é jornalista, apresentadora do programa RN Acontece, da Band Natal; produz e apresenta o programa Jornal da Cidade, da Rádio Cidade (94 FM - Natal), e apresenta o programa Panorama do RN (em rede com 16 emissoras de rádio do Rio Grande do Norte). Jornalista de grande credibilidade, atua também como consultora e ministra cursos de midia trainning na Trilhar Educação Corporativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *